Follow:
    Mais

    Quais vacinas seu Pug deve tomar?

    Vacina Pug

    Olá Amigo Pug.

    Vacinas são um assunto muito sério, pois eles previnem muitas doenças para seu Pug e sua família, e algumas dessas doenças podem ser até letais para seu peludo.

    Por isso procure um veterinário, para lhe dizer quais são as mais indicadas para a raça Pug, a marca que ele confia e qual será o tempo para a próxima vacina. No dia da vacina o veterinário deve fazer uma consulta criteriosa, sobre o histórico de saúde, medir a temperatura, olhar se o cão não tem infecções na pele, se não está com otite, desnutrido ou alguma outra doença. Só depois de confirmar tudo, seu Pug está apto para receber as vacinas. Alertar sobre problemas, alergias, diarreias e possíveis doenças a seu veterinário vai ajuda-lo a fazer um melhor diagnóstico.

    Algumas vacinas podem causar reações adversas como dores, inchaço, coceira no local, febre e mal estar. Por isso, fique atento por 24 horas e qualquer dúvida ligue para o veterinário.

     

    As principais vacinas para pet do mercado

    • V10 – esta vacina vai proteger seu pug das seguintes doenças: Cinomose, Hepatite Canina, Adenovirose, Coronavirose, Parainfluenza Canina, Parvovirose, Leptospirose canina e outros Sorovares da Bactéria Leptospira. Existem versões da vacina como a V8, V11 e V12.
    • Antirrábica – embora seja uma doença controlada, é obrigatória por lei. Ela protege nossos pugs contra Raiva.
    • Giárdia – a vacina não impede totalmente que seu Pug contraia a doença, mas os efeitos da giardíase vai ocorrer de forma mais branda.
    • Gripe Canina (Traqueobronquite) – Ela não impede totalmente a doença, mas melhora a gravidade se seu Pug for infectado por Bordetella Bronchiseptica, Adenovirus Canino tipo 2 ou Parainfluenenza Canina. Quando não é tratada corretamente, podem virar pneumonia.
    • Leishmaniose (Calazar) – em regiões endêmicas, ela é receitada por proteger 96% da doença. E deve ser feito um exame antes para saber se o cão não tem a doença.

     

    Se o seu Pug for filhote, quais vacinas ele deve tomar?

    A partir de 6 a 8 semanas ele já pode ser vacinado deve tomar sua primeira dose de V10. Depois com 12 semanas pode tomar a segunda dose, e se o veterinário achar apropriado também pode tomar a primeira de Gripe e Giárdia. Com 16 semanas a última dose de V10, reforços da Gripe e Giárdia e a finalmente a Raiva. Lembrando que antes disse seu Pug não está apto para passear na rua ou mesmo tomar banho em Petshops.

     

    Meu Pug é adulto, qual vacina ele deve tomar?

    Se ele tomou as vacinas corretamente quando era filhote, você deve repetir as doses anualmente. O ideal é dar todas as vacinas que o veterinário indicou de uma só vez, assim você pode se organizar com as datas.

    Já se seu Pug veio adulto pra você e não sabe seu histórico, converse com seu veterinário para escolher qual a melhor forma de vacina-lo.

     

    Esquema de vacinação

    Vacina Pug

     

    Você também vai gostar de ler: Quanto custa ter um Pug?

     

    Este post é apenas informativo, em caso de dúvida procure o veterinário.

     

    Você tem já vacinou seu Pug? Teve algum problema? Como foi? Conte-nos aqui nos comentários.

    Se você gostou desse post clique em Like!

    Um super beijo da Fran e lambeijos do Jotapeg e da Nutella.

     

    Salvar

    Salvar

    Salvar

    Salvar

    Você também vai gostar de:

    Dicas

    10 perguntas sobre Pug no cio que você queria fazer

    10 perguntas sobre pug no cio

    Olá Amigo Pug.

    Sempre busco inspiração nos Grupos de Pugs que existem no Facebook para fazer meus artigos. E hoje eu ví uma dúvida recorrente sobre Pug no cio. Por isso resolvi escrever esse post para te dar uma luz!

    Acho que a primeira coisa é entender o que é o cio, e porque ele faz a fêmea ter comportamentos diferentes do que de costume.

    Se você é papai ou mamãe de uma linda Puguinha, e ela está perto dos 6 meses e você ainda não a castrou, provavelmente ela vai entrar no cio. Normalmente entre 6 meses a 9 meses o corpo da fêmea, não importa a raça, está pronto para o primeiro cio. Isso não quer dizer que ela já pode cruzar, pois muitas vezes seu aparelho reprodutivo ainda não está pronto para receber os filhotes.

    Este cio vai acontecer a cada 6 meses mais ou menos e não vai ser um momento muito agradável para sua Pug. As fêmeas costumam ficar mais quietas, dengosas, chorosas ou até mesmo mais agitada. Cada fêmea é única e vai se comportar de acordo com sua personalidade!

    Se você não tem intenção de cruza-la (o ideal é deixar isso para criadores experientes), a maioria dos veterinários recomendam a castração antes do primeiro cio, pois isso aumenta a longevidade e diminui risco de doenças como câncer de mama e útero.

    Veja abaixo as dúvidas mais frequentes sobre Pug no cio:

    1. O que é o cio?

    É quando a cadela está pronta para ter filhotinhos. O corpo dela vai dar sinais, para chamar a atenção de machos que também não foram castrados. Para estar pronta ela vai passar por vários ciclos até finalmente acasalar. Esses ciclos podem variar de 7 a 21 dias. Ocorre também um sangramento, que são produzidos por hormônios que acentuam o fluxo sanguíneo local, e pequenos vasos se rompem.

    2. Como faço para saber se minha Pug está no cio?

    Sua vulva estará maior, inchada e mais escura. Vai ocorrer sangramento, e também a fêmea levanta mais a calda que o normal. Ela também pode ficar mais quieta, pedir mais colo, e vai lamber bastante sua vulva. As fêmeas gostam de ficar limpinhas!

    3.  Quanto tempo vai durar o cio?

    Como eu disse anteriormente, o cio pode variar de cadela para cadela, podendo permanecer até 21 dias. Se a sua bebê ficar no cio por mais de 4 semanas procure um veterinário.

    4. Quantas vezes no ano minha Pug vai estar no cio?

    Provavelmente a cada 6 meses. Mais isso pode variar de 6 a 8 meses.

    5. Posso cruzar minha Pug no primeiro cio?

    Não somos a favor de cruzamento, acreditamos que isso deve ser feito por profissionais. Mas estamos aqui para informar. Teoricamente, quando o correr o primeiro cio, a fêmea está pronta para receber os embriões, mas não é recomendado cruzar antes de 1 ano. Pois ela ainda é um filhote.

    6. Devo castrar minha Pug no cio?

    Castrar no cio é muito arriscado, pois como sua vulva está cheia de sangue, pode acontecer uma hemorragia. Melhor esperar passar e castrar mais tarde sem maiores riscos.

    7. Posso dar banho na minha Pug no cio?

    Não há problemas com banho, se você tiver dúvida a respeito, leia este post: Tomar banho toda semana faz mal pro meu Pug? O problema é ir a locais onde existem outros animais. Pois vão existir muitos machos que tentarão acasalar com ela, e um movimento atípico deles, que pode ser arriscado. Por isso prefira dar banho em casa.

    8. Pug no cio tem cólica?

    As cadelas no geral ficam mais dengosas, menos pacientes, e muitas ficam com sensibilidade abdominais. Mas nada para se preocupar.

    9. Como saber se o cio acabou?

    Depois de 3 a 4 semanas você vai perceber que a vulva voltou ao tamanho normal e sua Pug vai se comportar como antes do cio.

    10. As Pugs velhinhas entram na menopausa?

    As cadelas em geral entram no cio a vida toda. Se você quer mesmo cruza-la, depois de feito, castre para não ter problemas problemas futuros!

     

    Você também vai gostar de ler: Quanto custa ter um Pug?

     

    Este post é apenas informativo, em caso de dúvida procure o veterinário. Somos a favor da castração!

     

    Você tem uma Pugatinha em casa? Ela já entro no cio?Como foi? Conte-nos aqui nos comentários.

    Compartilhe com outras pessoas que tem dúvidas sobre Pug no cio. Clique no botão SHARE azul aqui em baixo.

    Um super beijo da Fran e lambeijos do Jotapeg e da Nutella.

     

     

    Você também vai gostar de:

    Dicas

    5 plantas que podem intoxicar seu Pug e você não sabia

    5 plantas que podem intoxicar seu Pug

    Olá Amigo Pug.

    Muitos dos donos de pets, possuem em casa pelo menos uma plantinha. Mas muitas dessas plantas podem potencialmente intoxicar seu Pug. Gatos por exemplo, ingerem menos plantas que cães, mas ambos sempre procuram na natureza a cura de algum mal que estão sofrendo, pura curiosidade mesmo ou porque gostam do gosto, muitas plantas são cheirosas e saborosas. Acho que é o caso dos Pugs. Eles adoram comer coisas que não devem!

    Os filhotes como são mais curiosos costumam comer as plantas, muitas vezes por estarem sozinhos ou por estarem trocando os dentinhos. O problema é que muitas das plantas que temos em casa, podem causar engasgos, dar alergia, causar ferimentos estomacais ou mesmo intoxicar seu Pug.

    Evite deixar plantas, sendo tóxicas ou não, em locais que seus pets possam alcançar. Assim você evita problemas. Caso perceba que sua planta foi ingerida, não perca tempo buscando soluções pela internet. Leve-o imediatamente ao veterinário, se possível com a planta. Assim o veterinário vai saber qual providências tomar.

    Muitas pessoas tentar provocar vômito ou dão leite à seus animais. Não faça isso, pois o vômito pode ser aspirado e ir parar no pulmão e seu Pug desenvolver uma pneumonia, e agravar ainda mais o quadro dele. Leite não é antídoto para venenos.

    Veja abaixo as 5 plantas que podem intoxicar seu Pug

    1. Comigo-ninguém-pode essa é a mais conhecida da plantas tóxicas. A planta toda tem toxidade, desde a raiz até as folhas. Sintomas: dificuldade de respirar em engolir, irritação oral e nos olhos. Podem ocorrer alteração neurológica e renal.
    2. Espada de São Jorge – uma planta que muita gente tem em casa. Ela também é tóxica por inteiro. Sintomas: dificuldades em se mexer e respirar. Salivação em excesso.
    3. Lírio: esta planta irrita o nariz, olhos e boca. E é tóxica por completa. Sintomas: irritação nas mucosas, como coceira, dificuldade de respiração e deglutição.
    4. Azaleia – uma planta linda e colorida, mas pode ser muito perigosa. Sintomas: vômito, diarreia e convulsões.
    5. Copo de leite – a planta toda também é tóxica. Sintomas: irrita os olhos, nariz e boca. Pode causar vômitos, diarreia e paralisia da língua.

    Outras plantas que podem intoxicar seu Pug

    • Bico-de-papagaio
    • Manacá
    • Palmeira-sagu
    • Tomate verde
    • Maconha
    • Urtiga
    • Mamona
    • Violeta

    Lembre-se em caso de envenenamento o tempo é muito importante. Quando mais rápido você socorrer seu pet mais chances ele tem de sobreviver.

    Aqui em casa, eu tenho 1 planta, são suculentas e ficam dentro de um vidro, bem longe dos meus pequenos. Tento tomar muito cuidado com isso!

     

    Você vai gostar de ler também: O que fazer em caso de envenenamento do seu Pug

     

    Você tem plantas na sua casa? Já aconteceu algum acidente? Conte-nos aqui nos comentários.

    Compartilhe com outras pessoas que não sabem dessas plantas tóxicas e tem pet em casa. Clique no botão SHARE azul aqui em baixo.

    Um super beijo da Fran e lambeijos do Jotapeg e da Nutella.

     

    Você também vai gostar de:

    Dicas

    O que fazer em caso de envenenamento do seu Pug

    O que fazer em caso de envenenamento

    Olá Amigo Pug,

    Esta semana estava em um dos grupos sobre Pugs no Facebook e li uma postagem de uma pessoa, que relatou o caso de envenenamento do seu Pug. Uma pessoa jogou dentro de sua casa um pedaço de carne com chumbinho e sua pequena Pug havia comido. Fiquei muito triste com isso. Até onde vai a maldade do ser humano.

    Pensando nisso tudo resolvi escrever esse post para caso ocorra algo desse tipo com seu Pug você saiba o que fazer.

    Muitas vezes esse caso de envenenamento pode ocorrer por consumo de produtos de limpeza, inseticidas e remédios em nossa própria casa. Plantas, adubos, pesticidas também podem ser tóxicos.

    Os filhotes são mais curiosos, e devemos ter cuidados redobrados com eles.

    Em passeios na ruas, praças e parques, também podem haver pessoas mal intencionadas que podem deixar comida envenenada. Por isso fique atente-se a tudo.

    Se seu Pug está vomitando, salivando muito, inchando ou inchado, boca vermelha, diarreia, secreções, tremores e até mesmo convulsões, pode ser que ele tenha sido envenenado.

    Cães que são brincalhões e ficam do nada quietinhos, só querendo colo. Ou alguma mudança brusca de comportamento,  pode ser que há alguma coisa errada.

    O que fazer no caso de envenenamento?

    1. Procure rapidamente pela casa, caminha, casinha, jardim e quintal ou onde você estiver, se há algum vestígio. Verifique a boca do seu pet, se há restos ou vestígios do que ele possa ter ingerido. Cuidado pois o animal pode estar sentindo dor e tentar lhe morder.
    2. Não provoque vômitos, pois ele pode aspirar os líquidos e parar diretamente no pulmão, causando pneumonia e agravando mais ainda a situação.
    3. Não fique procurando medidas caseiras, vá logo ao veterinário, se possível com o que ele ingeriu para um melhor tratamento.
    4. Não dê leite, pois não há comprovação científica que ele é antídoto para venenos.
    5. Mantenha o animal em jejum e sem beber água.
    6. Pegue ele no colo, vá falando palavras de carinho durante o trajeto até o veterinário.

    Como prevenir caso de envenenamento?

    1. Mantenha produtos de limpeza, remédios, venenos, fora do alcance dos pequenos.
    2. Utilize produtos como antipulgas e carrapatos conforme o que diz a embalagem.
    3. Cuidado com seu lixo, ele pode ter produtos tóxicos. E seu Pug ter acesso e comer.
    4. Descarte de forma correta remédios, de forma que seu peludo não pegue.
    5. Adestrar é uma boa forma de evitar que seu Pug sai comendo tudo que vir pela frente.

    Se ocorrer um caso de envenenamento doloso, ou seja, alguém de propósito quis envenenar o pet, peça um laudo ao seu veterinário, registre um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia e DENUNCIE. Pois isso é CRIME. E a pessoa que fez isso deve ser punida.

    E lembre-se vá o mais rápido possível ao veterinário, pois cedo seu pet for socorrido mais chances dele sobreviver.

     

    Você vai gostar de ler também: Plano de saúde pet. Será que vale a pena?

     

    Vou te dar uma dica muito valiosa, se você tem medo do seu Pug ser envenenado na rua, por alguém que que não gosta de animais. É muito simples, adestre você mesmo seu pet, assim ele não vai sair comendo tudo que vir na frente e vocês vão poder passear assossegados. O Programa Feliz pra Cachorro pode te ajudar. Com dicas simples e eficazes. Dá uma olhada clicando AQUI.

     

    Você tem medo do seu Pug ser envenenado? Conte aqui nos comentários.

    Compartilhe com outras pessoas que não sabem o que fazer em caso de envenenamento. Clique no botão SHARE azul aqui em baixo.

    Um super beijo da Fran e lambeijos do Jotapeg e da Nutella.

     

    Você também vai gostar de: